Organização Financeira

Reforma: saiba como planejar

Fazer reforma em casa não precisa ser sinônimo de dor de cabeça. Assim como em outros investimentos da vida, a realização de uma obra também necessita de um bom planejamento financeiro e, neste momento, podem surgir algumas dúvidas. A arquiteta Rachel Reis e a designer de interiores Jeanny Machado mostram como é possível manter todas as fases de uma obra sob controle, sem estourar o orçamento. Confira!

Por onde começar?

Segundo Rachel Reis, o pontapé inicial de uma obra é o projeto. “Tem-se a equivocada ideia de que a reforma começa quando a equipe chega para quebrar tudo e não é bem assim. Antes da equipe iniciar o trabalho, já foi realizado um projeto, de onde saem o planejamento de gastos e cronogramas. Isso é indispensável para iniciar uma obra e para fechar todos os orçamentos”, diz.

Cronograma da obra

A falta de um cronograma pode refletir nos gastos da reforma. “Sem ele, a obra perde o controle, os prazos podem aumentar e, consequentemente, os gastos também. A falta de cronograma também pode gerar uma falha na comunicação com os profissionais, pois cada um tem sua hora certa para atuar e tudo isso é controlado pelo cronograma. Por exemplo, o pintor só pode entrar quando não tem mais sujeira. Se a pintura começar antes da hora e for danificada, podem acontecer gastos extras com materiais e cobranças por conta de novas diárias para o pintor. Ou seja, tudo reflete nos gastos”, explica Rachel.

Pesquisa de preços

A pesquisa prévia pode ser uma boa aliada para conseguir economizar durante a obra. “Ir a uma loja e comprar todo o material nela, às vezes, pode sair mais em conta que comprar de pouquinho em pouquinho, pois quando temos uma grande quantidade podemos negociar um desconto maior”, indica Jeanny.

No entanto, é preciso ficar atento. “Assim como o barato sai caro quando o assunto é mão de obra, isso também acontece no material de construção. Então, todo cuidado para a qualidade do produto é pouco!”, alerta Rachel.

Mão de obra

A mão de obra consome boa parte dos recursos de uma reforma. “Ao contratar este serviço, é importante procurar referências de outras pessoas que já tenham contratado o profissional em questão. Se possível, visite uma obra em andamento e verifique as condições de organização e segurança do trabalho que está sendo realizado”, explica Jeanny.

O que evitar durante uma reforma?

Segundo Rachel, obras sem contratos, sejam de mão de obra, empreiteira ou projeto, devem ser evitadas. Além disso, outros cuidados devem ser tomados, como isolar os cômodos que não estão em obra. “É importante também não deixar os objetos pessoais e eletrodomésticos expostos para evitar danos. Vale lembrar que tudo fica exposto e a poeira é inevitável”, aponta.

Jeanny também ressalta que o cliente não deve alterar o projeto da reforma sem o consentimento do profissional que o idealizou. “Isso reflete em todo cronograma e gastos. Por isso existe a aprovação do projeto, para que ele seja executado como combinado, sem trazer transtornos e custo extras”, conclui.

A autora e as entrevistadas autorizam o uso de suas declarações.  A Losango não se responsabiliza pelo conteúdo.

Esta informação não objetiva dar conselho legal, contabilidade ou taxa. As pessoas que acessam estas páginas devem obter orientação apropriada considerando os objetivos do investimento, situação financeira e necessidade. A orientação financeira oferecida não foi preparada considerando os objetivos de investimento em particular, situação financeira e necessidades de qualquer investidor em particular. Investidores orientados devem avaliar se é apropriado agir como tal.

Anterior Próxima

Próximas matérias

Comportamento

É comum que as crianças sejam estimuladas ao consumo pela influência de propagandas e colegas que tenham um brinquedo, tênis e qualquer outro produto diferenciado. Mas, dentro de casa, o comportamento dos pais também é referência e, de certa forma, um espelho para a maneira como os filhos irão lidar com o dinheiro.

Comportamento

Muito se fala sobre sustentabilidade e consumo consciente. O que poucos se dão conta é de que, além de afetar o meio ambiente, a forma como se usam determinados recursos também pode afetar o bolso. Seja o gasto excessivo de energia ou o desperdício de alimentos, por exemplo, fato é que quando não há planejamento e bom senso, a ‘conta’ final pode sair bem cara para cada um de nós e também para o nosso planeta.

Soluções para Você

Descubra todas as soluções que temos para você realizar seus sonhos.

Tabela de Tarifas