Organização Financeira

Sem moderação

Pois é, tenho bons motivos para comemorar. A coluna – graças ao seu interesse, meu querido leitor – avança para o seu terceiro ano consecutivo, procurando sempre trazer temas para aliviar a dor sobre o bolso! E, assim, como quem não quer nada, passaremos o terceiro Dia dos Pais conectados. A data é motivo de muita alegria não apenas para os que são filhos, mas também para aqueles que são pais, não é mesmo?

Revisitando o que escrevi para a ocasião no ano passado, observo que mencionei minha experiência de, por um breve período de dois meses e por razões pessoais – uma mudança para um novo apartamento – ter me visto obrigado a pedir asilo ao meu pai, pedido pronta e prazerosamente atendido. Convidado inesperado, a mordomia foi total, com refeições juntas, papos e recordações intermináveis e muita transmissão de valores, alguns dos quais cito a seguir, complementando com outros. E o presente, que supostamente eu ofertaria, acabei recebendo, sob a forma de seus valiosos conselhos!

(1) Tranquilidade: Vendo a vida que ele e minha mãe hoje levam, o mais desavisado pode achar que tenha sido sempre assim. Ledo engano, pois para chegarem a esta condição, ao longo de toda a sua fase ativa, ambos optaram por viver dentro das próprias possibilidades orçamentárias, o que não significa, entretanto, que não almejassem maiores conquistas. Esta foi uma lição desde cedo aprendida, e mesmo que tempos atrás eu discordasse de certas economias, hoje tiro o chapéu pelos acertos sucessivos de suas decisões.

(2) Saúde: De nada adianta ter uma vida financeira tranquila se a saúde está a pregar sustos. Ver meu pai sempre se exercitando em corridas e caminhadas ou ginástica formou em mim este valor, hoje devidamente transmitido a meus filhos.

(3) Companheirismo: Extrapolando o conceito para além de uma relação marido-mulher, constato a importância – principalmente nas finanças – de ter com quem compartilhar decisões, dúvidas e incertezas. É uma fonte permanente de apoio mútuo, ainda que reconheça que hoje em dia, no mundo mais superficial em que vivemos, encontrar “a” parceria pareça-me mais complicado.

(4) Orientação: Li outro dia que para uma pessoa atingir a excelência, é necessário dedicar-se por muitos anos à determinada atividade. Ora, a experiência de vida de um pai é fonte inesgotável de aprendizado para os mais novos, concorda? Imagine quantos planos econômicos, crises ou recuperações ele já viveu?

(5) Persistência: Diante de um objetivo de vida – que no caso do meu pai parece-me ter sido viver tranquilamente quando mais velho – ter permanecido conectado a seus próprios valores, não ter desistido diante dos primeiros obstáculos ou não ter pulado de galho em galho de tempos em tempos, permitiu-lhe construir uma carreira, ser reconhecido por isso e avançar progressivamente rumo à sua meta.

(6) Flexibilidade: Prima-irmã do conceito anterior. Não tenho dúvidas que ter aceitado os diferentes ciclos de vida – ora expansivos, ora de contração – fez toda a diferença. Aliás, conselho bem atual para quem não quer se desesperar com as dificuldades que o país enfrenta. Como reza o ditado, não há mal que dure para sempre, o que nos faz crer que a atual crise em breve pode fazer parte de nossas memórias.

(7) Foco: Talvez a mais difícil de todas as lições para estes novos tempos, em que todos estão conectados a tudo e a todos. Enquanto escrevo o artigo, por exemplo, ouço os sinais de amigos me procurando nas mídias sociais, ou o anúncio de que o telejornal irá começar. Paciência! Vou me lembrar do que meu pai dizia quando eu me preparava para o vestibular: fique no seu canto, marque o despertador para daqui a tantas horas, e somente aí relaxe. Mais uma vez ele tinha razão, pois passei de primeira!

Claro que você deve ter a sua própria listinha de ensinamentos, tanto aqueles que recebeu quanto os que irá repassar. Meu melhor conselho? Use-a sem moderação, mas não como desculpa para deixar de lado um presentinho para esta figura tão especial em sua vida, combinado?

Um grande abraço e até a próxima semana!

O autor autoriza o uso de suas declarações.

A Losango não se responsabiliza pelo conteúdo.

Esta informação não objetiva dar conselho legal, contabilidade ou taxa. As pessoas que acessam estas páginas devem obter orientação apropriada considerando os objetivos do investimento, situação financeira e necessidade. A orientação financeira oferecida não foi preparada considerando os objetivos de investimento em particular, situação financeira e necessidades de qualquer investidor em particular. Investidores orientados devem avaliar se é apropriado agir como tal.

Anterior Próxima

Soluções para Você

Descubra todas as soluções que temos para você realizar seus sonhos.

Tabela de Tarifas