Organização Financeira

Natal e Réveillon: aproveitando as festas com equilíbrio

E chegou o fim do ano. Época de confraternizações e alegria, mas também de ficar atento ao consumo para não gastar mais do que tem. Ou, ainda, não comprometer o orçamento dos meses seguintes. Quem passou o ano inteiro controlando as finanças, se enquadra em um desses casos: ou se preparou para este momento e já tem uma reserva financeira com destino certo, ou está com as contas em ordem e deseja curtir as comemorações sem prejudicar o bolso. Para ajudar nessa missão, o educador financeiro Ricardo Pereira deu algumas sugestões para aproveitar esse momento especial, sem jogar todo o esforço do ano por água abaixo.

“Só através do planejamento é possível manter a racionalidade, principalmente em um momento em que boa parte das decisões pode ser baseada em apelos emocionais, isto é, através do nosso desejo de presentear as pessoas e agradá-las”, explica.

Não é novidade que o planejamento será sempre o melhor caminho, principalmente quando o evento se trata de uma data fixa. Dessa forma, é possível ter noção da real situação financeira da família e, consequentemente, das possibilidades de custos dessa época.  Porém, nem tudo está perdido. Quem não se organizou previamente ainda pode participar das festas e compras, caso tenha a disciplina como aliada.

“É possível festejar, desde que não exista um comprometimento financeiro muito alto. É bom estipular um valor máximo para as compras”, alerta Pereira.

Outra opção é recorrer ao famoso “amigo-oculto”. Através da brincadeira, bastante comum entre colegas de trabalho, escolas e familiares, todo mundo acaba recebendo presentes. E o que é melhor, há uma grande economia, já que não será preciso presentear um a um.

Para as ceias de Natal e Réveillon, recomenda-se a colaboração de todos com pratos tradicionais, específicos para a festa. Desta forma, as despesas não ficam por conta de uma única pessoa ou uma única família. Todos contribuem para uma mesa farta e variada.

Para as pessoas que já estão pensando nas finanças de 2016, a principal dica do especialista é manter a disciplina sem gastar o que está sendo guardado. Afinal, ninguém deseja passar as confraternizações natalinas e iniciar o ano novo com o orçamento comprometido.

A autora e o entrevistado autorizam o uso de suas declarações. A Losango não se responsabiliza pelo conteúdo.

Esta informação não objetiva dar conselho legal, contabilidade ou taxa. As pessoas que acessam estas páginas devem obter orientação apropriada considerando os objetivos do investimento, situação financeira e necessidade. A orientação financeira oferecida não foi preparada considerando os objetivos de investimento em particular, situação financeira e necessidades de qualquer investidor em particular. Investidores orientados devem avaliar se é apropriado agir como tal.

 

Anterior Próxima

Próximas matérias

Comportamento

De tempos em tempos, a cena se repete: basta acontecer o lançamento de um celular ou novo modelo de carro para que as pessoas resolvam descartar o que têm para adquirir o produto mais atualizado. O avanço da tecnologia torna alguns artigos obsoletos muito rapidamente e acompanhar este processo pode trazer prejuízos financeiros, caso a pessoa não tenha o controle de suas contas.

Soluções para Você

Descubra todas as soluções que temos para você realizar seus sonhos.

Tabela de Tarifas