Empréstimo pessoal com contratação online

Empréstimo pessoal com contratação online

Organização Financeira

Categorias

Ano novo, vida nova: organize as finanças e passe 2019 "no azul"

A virada de ano vem chegando e é a motivação que faltava para criar novas oportunidades e objetivos para dar um jeito na vida.
Por isso, temos um passo a passo para responder à pergunta que não quer calar: como organizar as finanças?



1- Crie uma planilha com seus gastos;

2- Quite suas dívidas;

3- Revise suas contas e corte os gastos que puder;

4- Tenha uma reserva de emergência;

5- Defina metas e faça um planejamento para cumprir cada uma.



Você deve estar pensando "falar é fácil", mas colocar em prática também! Confira as dicas detalhadas, aproveite as oportunidades e mude sua vida.



1. Crie um panorama de gastos
O primeiro passo de todos é ter completa noção das suas despesas. Para isso, faça uma planilha com os seus custos fixos mensais (água, luz, gás, telefone, internet, aluguel, condomínio, TV a cabo, combustível, mercado, plano de saúde, etc). Liste de forma separada todos os gastos de início de ano, como IPVA, IPTU, renovação do seguro do carro, matrícula escolar, materiais escolares e, possivelmente, os gastos que restaram das festas de fim de ano. Depois disso, contabilize seus ganhos mensais (renda familiar total) e também os extras de fim de ano, como o 13°, caso você tenha poupado uma parte. Depois disso, é só fazer uma planilha dos seus ganhos e custos para visualizar quanto sobra ou quanto falta. Se você achar um pouco complicado organizar tudo isso do zero, é só pesquisar na internet para encontrar vários modelos prontos de planilhas, como os materiais do site Me Poupe.



2. Quite suas dívidas
Se você, assim como muitos brasileiros, está endividado, não se preocupe! Para dar um jeito nas dívidas, inicialmente você deve organizá-las, assim como as contas mensais (que explicamos mais acima). Tendo uma visão geral das contas que estão no vermelho, comece sempre quitando as que tem taxas de juros maiores, como o cartão de crédito, pois elas têm mais chance de se tornarem uma bola de neve. Se for necessário, troque essas dívidas por uma "dívida amiga" com taxas de juros mais leves. Uma sugestão é fazer um empréstimo no valor do montante para quitar suas dívidas à vista e ficar apenas com uma parcela para pagar. Assim, com o dinheiro em mãos, fica mais fácil renegociar as dívidas com os credores. Não esqueça de avaliar a taxa de juros para não trocar 6 por meia dúzia. Ok?



3. Revise suas contas e corte os gastos que puder
Você já sabe quanto ganha, quanto gasta e quanto tem em dívidas, certo? Agora, revise suas contas para cortar todas as despesas que puder. O ideal é ter a seguinte proporção de custos: 50% do seu salário destinado às contas essenciais como mercado, plano de saúde, mensalidade de escola/inglês, aluguel, condomínio, água, luz, gás, internet, etc. 30% para supérfluos - academia, programas de fins de semana, uma pecinha de roupa aqui e ali. E, por fim, 20% de sua renda deve ser destinada para poupar. Mas existe uma exceção muito importante: se você está quitando suas dívidas, pode inverter a proporção de supérfluos e poupança, para que 20% seja para extras e 30% seja direcionado ao pagamento das parcelas de quitação de dívidas.



4. Tenha uma reserva de emergência
Dívidas quitadas e contas respirando, está na hora de construir sua reserva de emergências. Antes de pensar em poupar um dinheirinho para um objetivo especial, você precisa estabelecer sua segurança financeira. Para isso, utilize aqueles 20% ou 30% que estavam destinando à poupança ou quitação de dívidas para o fundo emergencial. Para isso, é importante aplicar esse dinheiro em um fundo com liquidez diária, que significa que você pode retirar a qualquer momento (apenas em caso de emergência, claro). A poupança é um fundo que te permite essa flexibilização das retiradas, mas é preciso ter muita consciência para aplicar o dinheiro lá e sacar somente quando muito necessário. Combinado?



5. Defina metas e faça um planejamento para cumprir cada uma
Finanças organizadas, contas em dia e reserva de emergência feita, chega a hora de começar a poupar dinheiro para realizar seus sonhos. Sabe aquela viagem ou curso que nunca saiu do papel? O carro ou apartamento novo? Esse é o momento de pensar no que você deseja realizar e começar a guardar a mesma quantia que antes era destinada à reserva de emergência, agora para conquistar esses objetivos.



Finalmente, mãos à obra (ou à planilha)! Pegue papel e caneta e comece seu planejamento financeiro. Para ler mais dicas sobre organização financeira, é só conferir as outras matérias que fizemos para te ajudar. E lembre-se: conte com a gente para quitar suas dívidas e deixar as contas no azul com as nossas soluções financeiras!



Atendimento